domingo, 27 de maio de 2012

Tania Alves em show no Teatro Riachuelo/Maio 2012



No último 12 de maio, a atriz e cantora Tania Alves apresentou o show 'Cantando a Era de Ouro do Rádio' no Teatro Riachuelo, em Natal (RN).

No show, Tania apresentou canções de Emilinha Borba, Herivelto Martins, Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, entre outros cantores que marcaram “A Era de Ouro do Rádio”.


Veja abaixo fotos de Tania no show do Teatro Riachuelo:














Fotos: Teatro Riachuelo.


Tania Alves no show 'A Era de Ouro do Rádio' (Teatro Riachuelo/Maio 2012)


No vídeo abaixo, veja um trecho do show 'Cantando a Era de Ouro do Rádio', com Tania Alves, no Teatro Riachuelo (Natal), em maio de 2012. 

No vídeo, Tania canta um medley de músicas românticas: 'Caminhemos', 'Alguém me Disse', 'Ninguém é de Ninguém', 'Que Será'.  







Tania Alves em show no Shopping Bougainville (Goiânia)



No último Dia Internacional da Mulher, 8/3, a atriz e cantora Tania Alves apresentou seu show 'A Era de Ouro do Rádio' no Shopping Bougainville, em Goiânia. 

No show, Tania fez um passeio por boleros e músicas românticas e sambas, com uma pitada de forró e cancioneiro regional.


Veja abaixo alguns momentos do show de Tania:















Fotos: Shopping Bouganville


Tania Alves em seu camarim



Foto: Montenegro & Raman.


sexta-feira, 11 de maio de 2012

Tania Alves no programa A Máquina (TV Gazeta)



Tania Alves participou na última terça-feira, 8/5, do programa A MÁQUINA, exibido pela TV Gazeta (SP) e apresentado pelo poeta e jornalista Fabrício Carpinejar. 


Veja abaixo o vídeo da entrevista de Tania no programa:






quarta-feira, 9 de maio de 2012

Vídeo Show celebra 30 anos de "Lampião e Maria Bonita"


Há 30 anos... direto do Túnel do Tempo...

O Vídeo Show relembrou os 30 anos da minissérie "Lampião e Maria Bonita", a primeira da TV Globo. 


Exibida entre abril e maio de 1982, em 8 capítulos, os protagonistas Nelson Xavier e Tania Alves relembram este clásico da dramaturgia brasileira, escrita por Aguinaldo Silva e Doc Comparato.






segunda-feira, 7 de maio de 2012

Trabalhos de Tania Alves no Teatro: “O Rapto das Cebolinhas” (1973)



Em 1° de setembro de 1973, Tania Alves faz sua estreia no teatro, no espetáculo "O Rapto das Cebolinhas", escrito por Maria Clara Machado, e adaptado e dirigido pela atriz baiana Yumara Rodrigues, considerada a grande dama do teatro da Bahia.

A peça foi encenada no Teatro da Praia, em Copacabana. No elenco, além de Tania, estavam Olegário de Holanda, Maralisi, Marcos Borges, Tom de Abreu e Tonico Pereira, que assinava então Antônio Carlos Pereira. 

A própria Tania conta, no livro 'Tania Maria Bonita Alves', da Coleção Aplauso, como recebeu o convite para o espetáculo: "Nos estúdios de dublagem (Cinecastro), conheci a atriz baiana Yumara Rodrigues que me convidou para fazer a gatinha Florípedes na peça infantil O Rapto das Cebolinhas, de Maria Clara Machado. Aceitei e fui para o primeiro dia de ensaio feliz da vida. O ator Tonico Pereira, que era meu amigo e via meus recitais nos tempos do coral, também estava no elenco. Nós até tivemos um namorico... "


Veja abaixo dois anúncios do espetáculo (acervo Blog Tania Alves):

O Globo: 10-11-1973: 



O Globo - 29-08-73: 



Pesquisa: Blog Tania Alves (As Cantrizes). 


Trabalhos de Tania Alves no Teatro: “Mumu, A Vaca Metafísica” (1976)


Em 1976, Tania Alves atuou na peça "Mumu, a Vaca Metafísica", de autoria do contista, romancista, dramaturgo e autor de novelas Marcílio de Morais. A estreia ocorreu no Teatro Municipal de Santo André.

O espetáculo foi dirigido por Silnei Siqueira e estrelado por Antonio Petrin, Sonia Guedes, Carlos Augusto Strazzer e Tania Alves


O ator Antonio Petrin lembra, no livro "Ser Ator", da Coleção Aplauso, a montagem de 'Mumu - A Vaca Metafísica': 

"Como alguns componentes do GTC não podiam ou não queriam participar do elenco, fomos atrás de outros atores: a Tânia Alves, que eu adorava na época, e também o Carlos Augusto Strazzer. Estreamos em março de 1976 no Teatro Municipal de Santo André com boa acolhida e fomos convidados pela Ruth Escobar a participar do festival dela em São Paulo, onde fizemos uma temporada".

A atriz Sonia Guedes, no livro também comenta aquela montagem de 'Mumu - A Vaca Metafísica': 

"Era um texto muito denso, linear em certos aspectos, e que usava de repetições, justamente pra reforçar a idéia da massificação, da reprodução de um mesmo comportamento ao longo do tempo. A dificuldade foi superada com a paixão. Nos entregamos de corpo e alma à montagem ­ e aí estava a sua força (...) Era bastante pertinente para aquele momento, pois traçava um perfil de uma classe média alienada, massificada pelos meios de comunicação ­ o perfil da maioria silenciosa, na verdade. Um mundo povoado por escriturários, operários especializados e funcionários públicos de grau inferior, seu cotidiano, seus preconceitos, valores morais e sociais.". 

Ficha Técnica:
Mumu, a Vaca Metafísica 
Texto: Marcílio Soares
Diretor: Silnei Siqueira
Cenários e figurinos: Marcos Weinstoch
Fotografia: Ana Duarte
Produção: Grupo Teatro da Cidade
Elenco: Antonio Petrin, Sonia Guedes, Carlos Augusto Strazzer, Tania Alves.  
Estreia: Teatro Municipal de Santo André (março de 1976)


Fontes:
"Antonio Petrin - Ser Ator". Orlando Margarido. Coleção Aplauso. Imprensa Oficial. São Paulo, 2010
"Silnei Siqueira - A Palavra em Cena". Ieda de Abreu. Coleção Aplauso. Imprensa Oficial. São Paulo, 2009.
Sônia Guedes - Chá das Cinco. Adélia Nicolete. Coleção Aplauso. Imprensa Oficial. São Paulo, 2008.



 

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Tania Alves recebe ator mirim Frederico Volkmann no SPA Maria Bonita


Quem disse que é só adulto que gosta de comida natural e de fazer massagem relaxante? Pois o ator mirim Frederico Volkmann, que viveu o Tide de "Aquele beijo", se fartou no SPA Maria Bonita, da amiga Tania Alves em Nova Friburgo, região serrana do Rio. Frederico esteve no local este fim de semana a convite da atriz de quem ficou amigo quando contracenaram juntos em "Araguaia". Na novela das seis, ela viveu Pérola e ele Tomé.


Frederico foi ao SPA acompanhado da mãe e do padastro, Gláucia e Gedeon, e também do ator mirim Gabriel Henzel, que atuou como um dos meninos do lixão de "Avenida Brasil". Lá, Volkmann, que está escalado para a nova trama de Glória Perez, "Salve Jorge", não só se deliciou com saladas e alimentos orgânicos, como foi a primeira criança a experimentar uma massagem relaxante com pedras quentes. No passeio, o ator aproveitou também para treinar karatê com o amigo Gabriel.



Fonte: Ego.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Filmografia Tania Alves: 'Trem Fantasma' (1976)



Em 1976, Tania Alves fez sua estreia no cinema, no filme 'Trem Fantasma', de Alain Fresnot. 

O parisiense Alain Fresnot desembarcou no Brasil com 8 anos de idade. E aqui, seu caminho cruzou com o do cinema: em 1976, graduou-se pela Escola de Comunicação de Artes da Universidade de São Paulo. No mesmo ano, apresentou, no Festival de Brasília, 'Trem Fantasma', seu primeiro longa-metragem, rodado em 16mm.

Sobre "Trem Fantasma" disse Alain Fresnot: "Trem fantasma tem sequências complicadíssimas, narradas com bastante eficiência. É um filme que prende, rico em variações. Do ponto de vista cinematográfico, não tenho nenhum motivo para me envergonhar dele. Mas hoje não mostro o Trem fantasma, talvez porque nele eu me exponha muito.(...) Foi um filme feito sem recurso nenhum, viabilizado graças a umas latas de negativo 16 mm que minha mãe trouxe da França. Por questão de custos e do desconforto ao qual me referi, nunca foi ampliado para 35 mm e consequentemente jamais foi lançado comercialmente. Por ser politicamente correto, foi muito visto no movimento cineclubista, forte na época.Escrever, dirigir e produzir o primeiro longa me deu experiência e me tornou mais ambicioso no sentido de me considerar habilitado a brigar por espaço no 'quintal' dos grandes. Trem fantasma foi o primeiro longa de um aluno da ECA, e isso num regime de baixíssimo orçamento, praticamente inexistente. Foi montado na ECA e os letreiros filmados em lousa negra de cardápio de botequim".


Elenco
Márcia Pompeu
Celso Frateschi
Fernando Bezerra
Tania Alves
Elba Ramalho
Renato Dobal
Walter Breda
Ricardo Blat 
Dilim Costa


Fontes:
* Alain Fresnot: um cineasta sem alma - Coleção Aplauso
* Correio Braziliense: "Francês radicado em SP, Alain Fresnot fala sobre o Festival de Brasília" - 30/09/2011.
* Site História do Cinema Brasileiro 




 

Trabalhos de Tania Alves na TV (Especiais): 'Tiradentes, Nosso Herói' (1984)


Em 20/04/1984, Tania Alves participou do especial 'Tiradentes, Nosso Herói', uma criação de Federico Padilla, Lafayette Galvão e Augusto César Vannucci, com direção geral de Augusto César Vannucci.

'Tiradentes, Nosso Herói' é um especial infanto-juvenil sobre a Inconfidência Mineira. A história é conduzida por Sinhá Olímpia (Tania Alves), personagem real da história de Ouro Preto. Considerada patrimônio da cidade, Olímpia era uma mulher alegre, adorada por todos os habitantes de Ouro Preto, que conhecia todos os recantos da cidade mineira e sabia muito sobre a história da região. Há quem diga que seu fantasma pode ser visto à noite, percorrendo e zelando pela cidade que tanto amou. É Olímpia quem vai ajudar um grupo de três crianças, Aretha, Fabiano Vannucci e Paulo Vignolo, a fazer o trabalho escolar sobre a Inconfidência Mineira. Usando poderes mágicos, ela transporta a narrativa para o século XVIII, levando-os a locais da cidade onde fatos históricos acontecerem. Todos passam a acompanhar de perto a luta dos mineiros pela liberdade.

Utilizando o recurso do newsmate, equipamento que possibilita o truque de superposição de imagens, Olímpia aparece voando em cena e, com rápidos gestos de chapéu, faz surgir e desaparecer os principais personagens da história: Tiradentes, Joaquim Silvério dos Reis, o Visconde de Barbacena, Tomás Antônio Gonzaga, Cláudio Manoel da Costa (Paulo Mello), entre outros.


Produção
As externas de Tiradentes, nosso herói foram todas feitas na cidade de Ouro Preto, em locais como as escadarias da igreja de Nossa Senhora do Carmo, local onde foi gravado o primeiro número do especial, Sinhá Olímpia, interpretado pela própria Tania Alves. Outros locais que serviram de cenário para a história foram a Casa dos Inconfidentes, a sede da Prefeitura de Ouro Preto e o Horto Florestal da cidade. Para finalizar o especial, foram mostradas imagens da prisão dos inconfidentes e o julgamento de Tiradentes.


Elenco
Antônio Celso
Antônio Luis Kattah
Aretha
César Macieira
Cláudio Cavalcanti – Tiradentes
Derly de Cêa
Fabiano Vannucci
Hélcio do Karmo
Hernany São Francisco
Lafayette Galvão
Luis Edgar
Paulo Mello – Manoel da Costa
Paulo Vignolo
Raimundo Farinelli
Tania Alves – Sinhá Olímpia
Tunai – Tomás Antônio Gonzaga
Zizi Possi – Maria Dorotéia Joaquina de Seixas Brandão


Ficha Técnica
Co-direção e edição: Antônio Vilela
Pesquisa e redação: Lafayette Galvão
Produção: Gabriela Vannucci
Produção/Minas Gerais: Wilson Miranda
Cenários e ambientação: Frederico Padilla
Pesquisa de arte: Sandra Alvin
Figurinos: Mario Boriello
Iluminação: Jorge Luiz Queiroz
Áudio: Milton Porto


Trilha Sonora
Na trilha do especial, Tania cantou duas músicas: "Sinhá Olímpia" e "Língua Enrolada",  Veja mais detalhe sobre o disco do especial no link



Fontes
Site Memória Globo



Trabalhos de Tania Alves na TV (Especiais): 'Órfãos da Terra' (1984)


Em 16 de março de 1984 foi ao ar, na TV Globo, dentro do 'Sexta Super', o especial 'Órfãos da Terra', escrito por Aguinaldo Silva e dirigido por Paulo Afonso Grisolli. O programa conta a história de Do Carmo, uma sertaneja maltratada pela vida e que sofre para sobreviver à seca do Nordeste junto aos filhos. 

Estrelado por Tania Alves, o especial foi premiado com o 'Olho do Leopardo' de Bronze, no Festival Internacional de Televisão de Locarno, na Suíça, como Melhor Especial do Ano.

No elenco, além de Tania, estavam Stênio Garcia, Cacilda Lanuza, Arnaud Rodrigues e Gabriela Alves, filha da atriz, e que também vivia sua filha na trama. O programa foi gravado no município de Olho d´Água do Casado, em Alagoas.  

"É minha atuação em televisão de que mais gosto. Revejo esse trabalho de 1984 com muito orgulho. Do Carmo era bruta, analfabeta e acho que consegui colocar no meu olhar o vazio, a fome e a ignorância dessa criatura quase selvagem", disse Tania em depoimento ao livro 'Tania Maria Bonita Alves', da Coleção Aplauso.

Em crítica no Jornal O Globo, o jornalista Artur da Távola destacou: "(...) Tania Alves em desempenho pujante, madura como atriz e comovente sobretudo na cena do desespero árido e inútil quando lhe morre o filho".

Infelizmente 'Órfãos da Terra' não foi reprisado ou lançado em DVD. Uma pena!

Fontes:
O Globo - 11 de Março de 1984
O Globo - 17 de Março de 1984

Tania Alves participa de evento em homenagem à Maria Bonita


Durante todo o ano de 2010 foram realizados diversos eventos em homenagem ao Centenário de Maria Gomes de Oliveira, a Maria Bonita, companheira do célebre cangaceiro Virgolino Ferreira da Silva, o Lampião. 

Maria Bonita completaria 100 anos em 8 de março de 2011.

Um desses eventos foi o Seminário 'Centenário de Maria Bonita', realizado na UNEB (Universidade do Estado da Bahia), de 8 a 10 de março de 2010. O Seminário reuniu pesquisadores e estudantes de vários estados e foi coordenado pela neta de Maria Bonita, Vera Ferreira; além de Miguel Teles (Biblioteca Pública do Estado da Bahia), Germana Araújo (Sociedade do Cangaço - Sergipe) e Roberto Dantas e Manoel Neto (Uneb).

A atriz e cantora Tania Alves, que interpretou a famosa cangaceira na minissérie 'Lampião e Maria Bonita', em 1982, na TV Globo, foi uma das convidadas do Seminário e prestou um depoimento sobre a importância da personagem em sua vida e trajetória artística: